A diferença entre informação, conhecimento e sabedoria

By 01/09/2016 março 13th, 2019 Artigos

Existe uma grande diferença.

Informação, conhecimento e sabedoria não são, de jeito nenhum, a mesma coisa.

Para quem acha que é, sim, tudo a mesma coisa, basta pensar que essas palavras são completamente diferentes entre si. Só isso já mostra que cada uma significa uma coisa diferente. É como pessoas com nomes diferentes. Cada uma tem sua história.

O que quer dizer quando uma palavra é diferente da outra?

Primeiro, precisamos entender que as palavras são nomes de coisas. Coisas que podemos pegar ou só ideias, não importa.

Como as palavras saem muito facilmente das nossas bocas e são ditas com a facilidade de uma respiração, não nos damos muito conta de que muitas vezes, ao usar palavras, estamos de fato lidando com fogo. Ou seja, as palavras podem ser perigosas. Porque embora seja fácil dizer qualquer coisa, o efeito do que a gente diz fica no outro que nos ouve. E pode ser muito positivo. Ou muito negativo.

Eu trabalho com línguas estrangeiras.  Eu trabalho com o ensino de inglês. Eu faço avaliações de inglês. Eu escreve livros sobre inglês.  Até partes de livros já escrevi, em inglês.

Então vou usar o meu trabalho para explicar a diferença entre conhecimento, sabedoria e informação. Diferença essa que aprendi no trabalho, e fora dele, e que agora compartilho.

Preste atenção. Veja se você passa no teste de identificar e nomear essa diferença – saber essa distinção vai ajudar muito, em tudo na vida.

O que é informação?

Quando falamos de aprender inglês, a informação se compara a um livro. Pode ser também uma página na internet onde eu recebo dicas sobre o idioma, onde aprendo os significados das palavras. Podem ser montes de regras. Pode ser um video que eu assisto, assim, por curiosidade. Pode ser aprender uma palavra nova e curiosa do mundo dos gringos. Pode ser até mesmo saber que falar inglês é algo muito importante hoje em dia.

Até um teste de inglês, desses gratuitos, pode gerar uma informação: do quanto sabemos ou não sabemos essa língua estrangeira.

A informação é como uma lista.  São coisas que eu posso repetir sem no entanto me envolver de verdade com elas. A informação sobre inglês – vou continuar usando o exemplo do meu trabalho, pois meu mundo é pensar sobre como posso explicar essa língua estrangeira da melhor forma possivel para o meu público. A informação é algo que eu fico sabendo para resolver alguma dúvida, mas que não vai mudar minha capacidade de me comunicar.

Vemos assim que a informação é algo frio, com que na verdade eu não me relaciono.  Algo que não me modifica. Não passa de uma utilidade passageira.

Para fazer uma comparação definitiva: ao falar de aprender inglês, a informação é o que eu ganho com uma consulta no dicionário.

Informação é pontual, sem compromisso com o todo e, de um modo geral, tem vida curta (Do mesmo jeito como esquecemos o significado daquela palavra que fomos consultar no dicionário inglês-português-inglês).

O que é conhecimento?

Para continuar usando o meu mundo professional de trabalhar com línguas estrangeiras e principalmente inglês,  posso comparar o conhecimento a um curso. Vou lá faço todo o curso: nível básico, nível intermediário, nível avançado, E tudo o mais que estiver entre essas  etapas. Esse curso vai me dar o conhecimento da língua inglesa. Com esse curso de inglês, eu vou poder me comunicar, eu vou poder entrar em contato com o mundo todo, porque eu vou conhecer inglês.

Na prática, conhecimento de inglês significa  saber quando usar qual estrutura, quando usar qual palavra.  Conhecimento de inglês significa saber pronunciar, saber formar frases, saber, enfim, o que dizer em cada situação para se comunicar com pessoas de outros países. Afinal, é para isso que inglês serve e é por isso que inglês ficou tão importante, nesse mundo onde quase todas as fronteiras deixaram de ser separações de verdade.

Comparando, então, temos que o conhecimento de inglês é o uso do idioma para a finalidade a que ele se destina: comunicação internacional.

Não vou entrar na parte que julga o conhecimento como bom ou ruim.  Todo mundo sabe que é preciso diferenciar. Há cursos e cursos.  Há os que prometem conhecimento e não entregam sequer informação.

É preciso entender que na distinção entre informação e conhecimento, o conhecimento será aquele recurso de integração da informação.  Isso quer dizer que conhecer algo significa saber onde aquilo se integra, como é parte de algo maior.  Pois o conhecimento tem a propriedade de um sistema: compõe um todo. Tem sua lógica. Estabelece um meio, uma área na nossa mente.

Na sua origem, “conhecimento” é uma palavra que quer dizer “saber junto” – do latim cognoscere “vir a saber, reconhecer,” de co– “junto” + gnoscere “saber”. É um conjunto de recursos compartilhado entre um grupo de pessoas. Isso é conhecer.

Mantendo a comparação com aprender inglês, poderemos continuar usando a imagem do uso do dicionário inglês-português-inglês.  Agora aquela palavra que procuramos antes em uma busca isolada  tem um lugar onde pertencer em nosso pensamento.

Dizendo de outro jeito, conhecimento é saber o que a palavra significa e saber usá-la.  Se fosse um dicionário de português apenas – sem ser bilingue portugues-inglês seria o mesmo que procurar a palavra trabalhar e saber que trabalhar quando é usada, é uma palavra que pode ter outras formas, como trabalheitrabalhou, trabalhamos, trabalhado e assim por diante. Saber que o que determina o uso de uma ou outra forma é o tempo da frase que estou construindo – passado, futuro, etc – além das pessoas, eu, nós, etc – e tantas outras informações que a palavra dá. Também é saber também onde colocar a palavra dentro da frase. E até mesmo como pronunciar (para quem fala a língua desde criança a pronúncia nunca é um problema).

Conhecimento é como usar um dicionário para consultar uma palavra de uma língua que sabemos falar.

O que é sabedoria?

Finalmente chegamos a sabedoria.  Como vamos entender a diferença entre sabedoria, informação e conhecimento?

Ficamos com o nosso mundo de ensino e aprendizagem de línguas estrangeiras. É dentro dele, e evoluindo dos exemplos anteriores, que vamos entender a sabedoria.

A sabedoria é aquele recurso que vai muito além de procurar uma palavra no dicionário –  informação –  E saber usar essa palavra –  conhecimento.

A sabedoria é aquele recurso que permite escolher a melhor palavra.  Não a palavra mais chique, mais metida, a palavra em inglês que alguém vai querer usar para mostrar que sabe.  A palavra que vai mostrar status junto com a comunicação e que pode até mesmo por isso pode ser vazia.

Não.

A sabedoria é um recurso que escolhe a melhor palavra desde uma perspectiva humana.  A sabedoria permite fazer um julgamento certo sobre o que será melhor para construir humanidade em uma comunicação.

Quando eu me comunico em inglês ou em qualquer língua com sabedoria, eu já tenho as palavras, Eu já sei colocá-las em uma frase, mas a maneira como eu uso as palavras e as frases tem um objetivo primeiro de desejar o bem para mim assim como para aqueles com quem eu falo.

A sabedoria vai além da informação e do conhecimento para construir uma comunicação, em inglês ou qualquer língua, que economiza o erro para esbanjar beneficio, insight e crescimento.

A sabedoria não está em nenhum dicionário nem em nenhum curso.  Deve ter gente que sabe dicionário de cor e que fez dezenas de cursos e que não tem nada de sabedoria nas suas palavras e na sua comunicação.

Diferente da informação e do conhecimento, a sabedoria não é algo que podemos adquirir pagando por ela.

A sabedoria é um clique.  É uma vontade de fazer certo E uma visão que conecta sistemas. Ou seja, uma visão que conecta e integra muitos conhecimentos e informações.

Usando a aprendizagem de línguas estrangeiras, a sabedoria é até mesmo aquela capacidade de dizer uma palavra com outras palavras.

Resumindo…

E agora que usei o mundo das palavras, idiomas, dicionários e cursos para exemplificar a diferença entre conhecimento, informação e sabedoria posso fazer a síntese dessa diferença para você:

Informação: saber uma palavra e o que ela significa.

Conhecimento: saber onde e como usar uma palavra para se comunicar; saber construir frases naturais com ela, que os outros vão entender; entender onde a palavra se encaixa no sistema da língua.

Sabedoria: reconhecer o momento e a importância do momento para se comunicar; usar a palavra e o conhecimento da língua para tornar a comunicação em algo além da troca de informações: uma oportunidade para se integrar com o mundo e dar o melhor de si.

Na nossa vida, as decisões certas – ou erradas – dependem dessa distinção ou da ausência dela.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Olá!

Clique e entre em contato agora mesmo, ou encaminhe uma mensagem para contato@cristinaschumacher.com e retornaremos em breve!

× Entre em contato já!